This page has been translated from English

Uma análise bíblica da História de Satanás - Parte 5 - O Jardim do Éden e Tentação de Eva

Uma análise bíblica da História de Satanás - Parte 5 - O Jardim do Éden e Tentação de Eva

Uma análise bíblica da História de Satanás - Parte 5 - O Jardim do Éden e Tentação de Eva

Falando da tentativa do inimigo ter mentiras e ignorância levam a uma falta de entendimento correto sobre a Bíblia, há duas partes dessa história que não foram cobertas, no entanto, apesar de todas as aparências em contrário. Isso seria o início com a tentação no Éden, e ao fim no lago de fogo. Seria negligente ao não contemplar estas questões, fazendo uma análise bíblica completa de Satanás, por isso estou incluí-los, apesar de que tão controverso como são, ele poderia fazer isso completamente intragável para a maioria do cristianismo. Mas eu estou aqui para dizer a verdade, sobre o que a Bíblia ensina, para não reter a informação, pois é inaceitável para muitos cristãos.

Primeiro algumas informações importantes.
Eu ensinei no meu site, ou ver o meu "caso contra o Livro de Enoque" de vídeo, algo chamado multiplicação espiritual e linhagem espiritual paterna. Citarei a partir daí:

[Comece Trecho em multiplicação espiritual Paternal]

Primeiro Deus fez Adão,

"E o Senhor Deus formou o homem [de] o pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego de vida, eo homem passou a ser alma vivente." (Gn 2:07)

Uma vez que o corpo de Adão havia recebido o "sopro de vida", em seguida, ele se tornou uma alma vivente. A partir disso podemos entender que um corpo, que então tem o "sopro de vida", acrescentou a ele, resulta em uma nova "alma vivente". A palavra aqui para "alma" é esclarecido no Novo Testamento,

1 Coríntios 15:45 "E assim está escrito: O primeiro homem, Adão, foi feito alma vivente (psique), o último Adão foi feito em espírito vivificante (pneuma)."

A palavra aqui para "alma" é "psique" e significa "vida" e "alma". Ele também é usado em Mateus 10:28 "E não temais os que matam o corpo, mas não podem matar a alma. Temei antes aquele que é capaz de destruir a alma eo corpo no inferno" Mas há uma diferente palavra que é usada em 1 Coríntios 15 para "espírito", e que é "pneuma". A alma eo espírito de um ser humano são diferentes.

Heb 4:12, Porque a palavra de Deus [é] viva e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e [é] uma apta para discernir os pensamentos e intenções do coração.

O "espírito" é o "respiro da vida", mencionado em Gênesis 2:07, que é o "espírito" que dá a vida. Trabalho também registra que é o espírito, ou sopro de Deus, que nos dá a vida.

"O Espírito de Deus me fez, eo sopro do Todo-Poderoso me deu vida." Jó 33:4

"O tempo todo o meu fôlego [é] em mim, eo espírito (ruach) de Deus [é] nas minhas narinas" Jó 27:3

Assim, para cada um de nós, não podemos nos tornar uma alma viva até que o sopro da vida, o espírito de Deus, é adicionado ao nosso corpo. Originalmente, Deus soprou um espírito no corpo de Adam, e ele se tornou uma alma vivente. Deus fez o mesmo com Eva, e respirar um espírito dentro dela? Não, esse não é gravado.

"E o Senhor Deus causou um profundo sono a cair sobre Adão, e este adormeceu: e tomou uma das suas costelas, e fechou a carne em seu lugar; E da costela que o SENHOR Deus tomara ao homem, transformou-a numa mulher, e trouxe-a a Adão. "Gen 2:21-22

Nem é registrado que Deus dá um espírito de cada criança no momento da concepção - mas sabemos que cada criança, cada pessoa, é uma alma viva, para que o espírito deve ter sido adicionada ao corpo em algum ponto. Um grande destaque dessa nova pesquisa, se a afirmação de que uma parte do espírito que Deus soprou em Adão foi multiplicado, tornando-se o espírito de Eva, ao mesmo tempo que Deus multiplicou um pedaço do corpo de Adão, sua costela, e este tornou-se o corpo de Eva.

Comparando-se os versos de Jó com Lev 17, e Gen 6:3, torna-se claro que o espírito é o que dá vida, e que a vida do corpo está no sangue, então isso significa que o espírito que temos que dá a vida, está ligado ao sangue, no sangue, de alguma forma. E este é o sopro de Deus.

"O Espírito de Deus me fez, eo sopro do Todo-Poderoso me deu vida." Jó 33:4

"O tempo todo o meu fôlego [é] em mim, eo espírito (ruach) de Deus [é] nas minhas narinas" Jó 27:3

"Porque a vida da carne [é] no sangue, e eu o dei a vocês sobre o altar para fazer expiação pelas vossas almas: para ele [é] o sangue [que] fará expiação pela alma." Lev 17:11

"E disse o Senhor, Meu espírito (ruach) não agirá para sempre no homem, porquanto ele também [é] carne. Porém os seus dias serão cento e vinte anos" Gen 6:03

E assim, quando Deus fez Eva de uma costela de Adão, a costela contido no sangue (costelas conter sangue). Que, segundo a Bíblia, isto significa que um pouco do espírito de Adão, o fôlego da vida soprou nele por Deus, estava na costela que Deus usou para multiplicar Eva de Adão. Não apenas o corpo, mas o espírito dado a Adão por Deus, foi multiplicado, e tornou-se uma 2. Um corpo se tornou dois, um espírito passou para 2, e, por isso, tornou-se uma alma vivente duas almas vivas.

Quando se trata de crianças, o bíblicos indica que o mesmo processo de multiplicação acontece, mas com as crianças, dois se tornam uma (usualmente). Sabemos da genética que tanto o corpo da mãe e do pai se combinam para tornar-se o corpo da criança. No entanto, quando se trata de o sopro da vida, o espírito, que faz com que um corpo tornar-se uma alma viva, a Bíblia indica claramente que o espírito da criança, dando a vida, é multiplicado apenas do espírito do pai da criança. Esta é realmente uma espécie de equilíbrio, uma vez que é o corpo da mãe que faz todo o multiplicação do corpo da criança durante a gravidez.

1 Cor 11:8,12 "Porque o homem não está fora da mulher, mas a mulher está fora do homem, pois, assim como a mulher que está fora do homem que, desta forma, também o homem é através da mulher, mas todos juntos de Deus. "

"E o Senhor Deus causou um profundo sono a cair sobre Adão, e este adormeceu: e tomou uma das suas costelas, e fechou a carne em seu lugar; E da costela que o SENHOR Deus tomara ao homem, transformou-a numa mulher, e trouxe-a a Adão. "Gen 2:21-22

Aqui, a Bíblia confirma que a multiplicação para toda a humanidade era como a de Eva sendo multiplicado a partir de Adão. Ele também ensina que as crianças vêm de seu pai, mas através de sua mãe. Uma criança é uma alma vivente, cuja própria vida, o espírito dá vida, vem do pai, mas a criança é multiplicado através da mãe, para ter um corpo. Mas a própria vida, o espírito, é multiplicado apenas do pai da criança. Sem o espírito, a criança não seria uma alma vivente. Isto é provavelmente por isso que a Bíblia parece sempre se referem aos pais gerou a seus filhos, como a vida vem do pai.


Outra confirmação de que o espírito do pai da criança é multiplicado no espírito da criança pode ser visto em Malaquias. Adam é referido como tendo o "resíduo do espírito", e não a véspera.

"E não fez ele somente um? No entanto, ele tinha o resíduo do espírito. E um por quê? Que ele possa buscar uma descendência piedosa. Portanto guardai-vos em vosso espírito, e ninguém seja infiel para com a mulher da sua mocidade. "Mal 2:15 KJV

Então, olhando para Adão e Eva, como é que a multiplicação trabalhar quando teve filhos? A Bíblia deixa claro que a natureza espiritual pecaminosa resultando em morte passou a todos os filhos de Adão. Isso faz com que um caso claro que toda a morte espiritual herdada e pecado veio de Adão, o que faz sentido, se o seu espírito só foi multiplicado e transmitido a todos os seus filhos.

1 Coríntios 15:21-22, 45 "Porque, assim como por um homem veio a morte, também por um homem veio a ressurreição dos mortos. Pois como em Adão todos morrem, assim também em Cristo todos serão vivificados. E assim está escrito: O primeiro homem, Adão, foi feito alma vivente;. Último Adão foi feito em espírito vivificante "

Romanos 5 "Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram, pois até a lei havia pecado no mundo, mas o pecado não é imputado quando não há não há lei. No entanto a morte reinou desde Adão até Moisés, mesmo sobre aqueles que não pecaram à semelhança da transgressão de Adão, o qual é a figura daquele que havia de vir. Mas o dom gratuito não é como a transgressão. Porque, se pela ofensa de um só, morreram muitos, muito mais a graça de Deus eo dom pela graça de um só homem, Jesus Cristo, abundou sobre muitos. O dom não é como aquele que veio por um só que pecou, ​​pois por um lado o julgamento derivou de uma só ofensa para condenação, mas por outro lado a graça transcorre de muitas ofensas, para a justificação. Porque, se pela ofensa de um só, a morte reinou por esse, muito mais os que recebem a abundância da graça eo dom da justiça reinarão em vida por um só, Jesus Cristo. Portanto, assim como por uma só ofensa não resultou condenação a todos os homens, assim também por um só ato de justiça não resultou justificação de vida para todos os homens. Porque, como pela desobediência de um só homem, muitos se tornaram pecadores, assim também pela obediência de um só, muitos se tornarão justos. A Lei entrou de modo que a transgressão iria aumentar, mas onde o pecado abundou, a graça abundou ainda mais, de modo que, como o pecado reinou pela morte, assim também a graça reinaria pela justiça para a vida eterna, por Jesus Cristo nosso Senhor.

Que a natureza pecaminosa passou pelo espírito de Adam como foi multiplicado para todos os seus filhos, deixa claro que não é só o espírito, mas seus atributos, tais como pecado ou da mortalidade, o que passar para a criança. O mesmo pode ser visto em Ex, com os pecados dos pais só sendo ditas para passar para as crianças, mas como o Senhor é dito para fazer esta visita, é incerto. Há contraste com os pecados da mãe, o que a Bíblia implica normalmente são apagados.

Ex 20:05 Não te encurvarás a elas nem as servirás: porque eu, o Senhor teu Deus [am] um Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta [geração] daqueles que me odiar

Salmos 109:14 Que a iniqüidade de seus pais ser lembrado com o Senhor, e não deixe que o pecado de sua mãe ser apagados.

E, novamente, Job parece confirmar que o sopro de Deus lhe deu vida, e parece fazer mais sentido que Jó estava se referindo a si mesmo tendo também o sopro da vida que Deus tinha uma vez soprou em Adão, o mesmo espírito, mas que tinha sido multiplicada através das gerações para ser Job também. Assim, todos nós temos o mesmo espírito, sopro da vida, uma vez que Deus soprou em Adão, a natureza pecaminosa de Adão a morte espiritual que mais tarde adquiriu.

"O Espírito de Deus me fez, eo sopro do Todo-Poderoso me deu vida." Jó 33:4

"O tempo todo o meu fôlego [é] em mim, eo espírito (ruach) de Deus [é] nas minhas narinas" Jó 27:3

Além multiplicação humano normal, existe um outro exemplo que confirma esta. Jesus Cristo é o Filho Unigênito de Deus, e esta é a mesma palavra "gerou", que é usado para gerar filhos homens humanos. Jesus Cristo foi concebido pelo Espírito Santo, que também é Deus, que se assemelha que o sopro da vida vem do espírito. E Jesus Cristo é espiritualmente Deus e sem pecado, compartilhando os atributos espirituais de Deus Pai. Mas, Jesus Cristo também é eterno, e Deus, e sendo ele próprio a plenitude da Divindade. A Bíblia ensina que ele era o homem completamente e totalmente Deus. Mas Jesus Cristo também era o filho de Maria, uma mulher humana, e Jesus Cristo também era um homem humano.

1 João 5:1: "Todo aquele que crê que Jesus é o Cristo é nascido de Deus, e todo aquele que ama ao que o gerou, ama também ao que dele é nascido".

Luk 01:35 E o anjo respondeu, e disse-lhe: O Espírito Santo virá sobre ti, eo poder do Altíssimo te deve ofuscar por isso também o ente santo que há de nascer de ti será chamado Filho de Deus.

Mateus 1:02 "Abraão gerou Isaac, e Isaac gerou Jacob, e Jacob gerou Judá e seus irmãos."

Cl 2:9 "Porque nele habita toda a plenitude da Divindade."

Quando se trata do corpo de Jesus Cristo ... Deus Pai é Espírito, eo Espírito Santo é espírito. Como Deus Pai é um espírito, Ele não tem um corpo feito de carne e ossos, por que Jesus poderia ser meio-Deus fisicamente em seu corpo. Na verdade, Jesus Cristo é a "imagem do Deus invisível" (Cl 1:15). E assim, pode-se argumentar Jesus Cristo é a única pessoa de Deus, com um corpo físico. Sendo eterna, Jesus é quem Ele é em seu corpo e sempre foi. Jesus Cristo é Deus, e veio de cima, existindo eternamente, criando todas as coisas (Jo 8:23, 8:58, Jo 1). E a Bíblia ensina que nele habita corporalmente toda a plenitude da Divindade, mas corporal. Mas é claro que Jesus comeu tanto quanto qualquer homem em carne e osso. Isto significa que Jesus tinha um corpo que era plenamente humano, de carne e osso como qualquer homem humano normal. E a Bíblia diz que Jesus Cristo veio em carne (2 Jo 01:07) e era um homem (1 Tm 2:5).

"Deus [é] um Espírito, e os que o adoram devem adorá-lo [ele] em espírito e em verdade." João 4:24

"Eis as minhas mãos e os meus pés, que sou eu mesmo: apalpai-me e vede, pois um espírito não tem carne nem ossos, como vedes que eu tenho." Lucas 24:39

"Portanto, visto como os filhos participam da carne e do sangue, também ele participou das mesmas coisas, para que pela morte aniquilasse o que tinha o império da morte, isto é, o diabo" Hb 2:14

A doutrina de que Jesus Cristo era plenamente Deus e plenamente homem, também é chamado de "união hipostática", e aqui nada contradiz. Esta teoria concorda que Jesus era plenamente homem e plenamente Deus. Só quero deixar isso claro.

Adam - Man Totalmente

Jesus - o homem completamente e totalmente Deus

Vida do corpo do espírito, "sopro de Deus" soprou em Adão

Vida do corpo do espírito, "sopro de Deus", mesmo que soprou em Adão, mas dada de novo, segundo Adão.

O corpo humano, de carne e sangue, feito de pó por Deus

O corpo humano, de carne e osso - genes de Maria, e existência eterna como Ele é, tem, e sempre será, a partir do Pai - a imagem de Deus, a plenitude da Divindade

Viver alma humana (mente, vontade, emoções) - semelhantes a Deus, à imagem de Deus

Viver alma humana (mente, vontade emoções)

corpo humano, alma, espírito

corpo humano, alma, espírito

(+ Agora o homem pode tornar-se cristão nascido de novo - Espírito Santo, Espírito de Deus - filho adotivo de Deus - mas não são eternos e não Deus)

Filho de Deus - - eterna que vem de cima - + Espírito de Deus nascido Ele também é Deus

** Esta teoria descreve Jesus como o segundo Adão, e nosso espírito dando vida no nosso sangue foi multiplicado desde o sopro da vida que Deus soprou em Adão, o espírito da vida de Deus, que é tudo bíblico. Esta teoria poderia provavelmente ser considerada uma forma modificada e mais detalhada da "Traducianism". É isso aí. Esta teoria não é promover heresias como Apollinarism, Eutychianism, Nestorianismo, Monofisismo, etc, e não faz nenhuma alteração na pessoa de Jesus Cristo. **

Juntando o que a Bíblia ensina sobre a "multiplicação" humano:

1. O Espírito do Pai é o único multiplicado para dar vida ao corpo da criança e fazer a criança tornar-se uma alma vivente.

2. O corpo da criança é multiplicado tanto da mãe e do pai, e eles tornam-se uma alma vivente (mente, vontade, emoções).

3. Os atributos espirituais ou a natureza do espírito do pai são realizadas na multiplicação do espírito, passando para a criança. Tal como o pecado de Adão e morte espiritual para a humanidade, ou impecabilidade de Deus eo estado eterno de Jesus Cristo (que foi / é / será eterna).

Agora, se nós simplesmente entender o que a Bíblia ensina sobre a multiplicação ea linhagem espiritual paterna, e basta olhar para Gen 6:1-4, muito se torna aparente tão óbvio.

"E sucedeu que, quando os homens começaram a multiplicar-se sobre a face da terra, e as filhas nasceram-lhes: Que os filhos de Deus viram as filhas dos homens, que eles [eram] justo, e tomaram para si mulheres de todas as as que escolheram. E disse o Senhor: O meu Espírito não permanecerá para sempre no homem, porquanto ele também [é] carne, mas os seus dias serão cento e vinte anos. Havia gigantes na terra naqueles dias, e também depois, quando os filhos de Deus entraram às filhas dos homens, e eles nu [as crianças] para eles, o mesmo [se] os homens valentes que [eram] de idade , os homens de fama. "Gen 6:1-4

Anjos pecadores eram os pais dessas crianças. Esses anjos pecaminosos eram espíritos imortais, e para que seus filhos seriam todos espíritos imortais. Eles eram pecadores, para que seus filhos também seria pecado e do mal. As almas dessas crianças seria o mesmo espírito, dando vida, assim como seus pais anjo pecadores imortais. Acontece que a Bíblia diz que os "filhos de Deus" tipo de anjo é o mesmo que o tipo de mensageiro do anjo, que quando se manifesta fisicamente, parecido com os homens humanos. Parece que a multiplicação do corpo, combinando as mulheres humanas com os anjos que se pareciam com homens humanos, crianças produzidas que a Bíblia chama homens. Seus espíritos eram como os de anjos caídos, mas seus corpos eram dos homens humanos mortais. No entanto, a Bíblia registra seus corpos humanos tinham anormalidades visíveis.

Após estes "Nephilim", que tinha corpos de homens, morreu, o que seria de seus espíritos? Faz sentido apenas a partir do que sabemos sobre a multiplicação, que seus espíritos se permanecer ativo, imortal e do mal, mesmo sem um corpo físico, assim como seus pais anjo caído eram ativos, imortal e do mal, apesar de ser espíritos não ter um corpo físico. Basta olhar para a passagem, saber o que a Bíblia diz sobre a multiplicação, torna-se óbvio que estes homens gigantes teria maus espíritos imortais, que iria ficar ativo além de ter um corpo físico. Quando vemos demônios mais tarde na Bíblia, podemos saber esta é a sua origem e quando e como eles vieram a ser.

Portanto, a Bíblia de fato dar todas as informações necessárias para obter a origem dos demônios somente nas escrituras sagradas. Compreender a multiplicação ea linhagem espiritual paterna, torna-se evidente apenas olhando para Gen 6:1-4 que este é o lugar onde os demônios vieram. Não é necessária nenhuma fonte extra-bíblica para explicar onde os demônios vieram, a Bíblia é suficiente para explicar isso.

[End Trecho]

Tomando linhagem espiritual Paternal em conta, e que remete para a parte 2 desta série, eu disse então que havia um mistério a ser descoberto no intervalo cronológico entre Gen 1 e Gen 2. Então, vamos olhar para isso de novo.

Gen1-2i

Vamos lugar Gen 1 e 2 em ordem cronológica, tendo em conta que Gen 2 se encaixa dentro de Gen 1:27. Então, vamos prestar especial atenção ao facto de a palavra "você" é singular ou plural no grego.

E o Senhor Deus formou o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego de vida, eo homem se tornou um ser vivente .... Gen 2:07

E ordenou o SENHOR Deus ao homem, dizendo: "De toda árvore do jardim você (si) comerás livremente, mas da árvore do conhecimento do bem e do mal (si) não comerás, porque no dia em que você (si) comer do que você (si) certamente morrerá. Gen 2:16-17

(Note-se que em hebraico todos os "você" é tudo singular) E então Deus fez Eva.

E o Senhor Deus causou um profundo sono a cair sobre Adão, e este adormeceu; e tomou uma das suas costelas, e fechou a carne em seu lugar. E a costela que o SENHOR Deus tomou do homem, formou uma mulher, e trouxe-a a Adão. Gen 2:21-22

E Adão disse: "Esta é agora osso dos meus ossos e carne da minha carne; Ela será chamada mulher, porque foi tirada do varão. Por isso o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se tornarão uma só carne. E ambos estavam nus, o homem e sua esposa, e não se envergonhavam. Gen 2:23-25

Levando isso em ordem, a primeira e única coisa que a mulher ouviu de Deus sobre qualquer árvore frutífera foi:

Então Deus os abençoou, e Deus lhes disse: "Sede fecundos e multiplicai, enchei a terra e sujeitai-a, dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus e sobre todo animal que rasteja sobre a terra . E Deus disse: "Veja, eu te dei (pl) toda a erva que dê semente, que está sobre a face de toda a terra, e toda árvore cujo fruto produz semente;. Para você (pl) que servirá de alimento Além disso, todos os animais da terra, a todas as aves dos céus, e tudo o que se arrasta sobre a terra, em que há vida, tenho dado toda erva verde por alimento ", e assim foi Gn 1:28-30. (em hebraico todos os "você" é plural)

Aqui vemos que Deus disse ao homem que ele poderia comer livremente de todas as árvores, mas também ordenou ao homem para não comer da Árvore do Conhecimento do Bem e do Mal, antes que a mulher foi feita. Deus não está registrado como tendo dado a mulher o mesmo comando que Deus deu a Adão. A mulher foi dito por Deus que todas as árvores frutíferas tinha sido dado a eles por alimento, sem qualquer excepção mencionada no que Deus disse. Refira-se Deus lhe disse diretamente que ela tinha sido dada toda a árvore de fruta para comer.

Do ponto de vista da mulher: Deus lhe disse diretamente que ela poderia comer de todas as árvores de fruto, e ela ouviu Deus dizer ao homem que ele poderia comer de todas as árvores de fruto, também, ambos sendo tratadas em conjunto.

Mas a partir da perspectiva do homem: Deus lhe disse que ele poderia comer de todas as árvores exceto uma. Havia uma árvore que ele foi ordenado a não comer, e se o fez, certamente morrerá. Então, o homem que Deus havia lhe dizer ea mulher, juntos, que eles poderiam comer de todas as árvores de fruto.

Assim, de facto, a mulher foi dito por Deus que ela foi autorizada a comer de todas as árvores de fruto, sem qualquer exceção. Apenas deixe que se afundam em um segundo ..... tudo bem. No entanto, Adão e Deus efetivamente tinha algo escondido, um segredo entre os dois, o que foi que Adão foi proibido de comer de uma árvore frutífera, árvore do conhecimento do bem e do mal, ou seja, Adão morreria, especificamente "morrer ele iria morrer ".

Assim como Adam lidar com esse segredo? Levando isso em ordem, vamos examinar os próximos eventos, de Gênesis, capítulo 3:

Agora, a serpente era o mais astuto de todos os animais do campo que o Senhor Deus tinha feito. E disse à mulher:

"É assim que Deus disse: 'Você (pl) Não comereis de toda árvore do jardim?"

E a mulher disse à serpente: "Podemos comer do fruto das árvores do jardim, mas do fruto da árvore que está no meio do jardim,
Deus disse: 'Você (pl) Não comereis dele, nem nele (pl) tocá-lo, para que você (pl) morrer. "(Em hebraico todos os" você "é plural)

Como a ordem de Deus não se repetiu, parece claro que Adão disse a Eva sobre o que Deus lhe tinha dito antes que ela foi feita. Se assumimos que Deus repetiu este comando para Eva, então seria colocar palavras na boca de Deus, somando-se as palavras da Bíblia que Deus não é lembrado por ter falado. Tal é perigoso. Se Deus falou, então ele iria ser gravado, e não devemos adicionar palavras de Deus de que Ele não é lembrado por ter dito. Portanto, só podemos concluir a partir da Palavra de Deus que estamos destinados a entender que Adão repassou a informação para a mulher sobre o que Deus havia dito antes que ela foi feita.

No entanto, é claro que esta mensagem não foi transmitida com precisão, porque pular um pouco à frente, olhando singular / plural que você é, torna-se claro que Deus duas vezes confirma mais tarde, após a queda, que seu comando original é só para Adam.

E ordenou o SENHOR Deus ao homem, dizendo: "De toda árvore do jardim você (si) comerás livremente, mas da árvore do conhecimento do bem e do mal (si) não comerás, porque no dia em que você (si) comer do que você (si) certamente morrerá. Gen 2:16-17

Então ele disse: "Ouvi a tua voz no jardim e tive medo, porque estava nu, e escondi-me." E Ele disse: "Quem lhe disse (si) que você (si) estavas nu? Você (si) ter comido da árvore de que te ordenei (si) que você (si) não deve comer? "Gen 3:8-11

Então a Adão Ele disse: "Porque você (si) ter ouvido a voz de sua esposa", ela comeu da árvore "de que te ordenei (si), dizendo:" Você (si) não comereis dele ':

(Em hebraico todas as 7 deles que você é são singular)

Deus confirma o dobro que seu comando foi dado a Adão singularmente, e não foi dada a eles no plural. Todas as três vezes são registrados no hebraico, para que possamos ver isso. Todas as três vezes, uma vez que é registrado na Bíblia, Deus deu o comando de Adam sozinho, com um singular-tenso "você", e não o plural-tenso "você" que mostram que Deus deu a ordem para os dois. Também é registrado que Deus disse diretamente a Eva que ela poderia comer de todas as árvores, Deus lhe disse isso a si mesmo. Adam nunca foi cobrado por Deus para manter Eva de comer da árvore. Só Deus ordenou a Adão para não comer, mas Deus disse a Eva diretamente que ela poderia comer de todas as árvores, e Adam sabia disso porque ele estava lá.

E assim,

1. Porque Adão sabia que Deus havia dito a Eva que ela poderia comer de todas as árvores (Gn 1:27-29)

2. Porque Eva não tivesse existido, quando Deus deu a Adão este comando para não comer

3. Porque Deus falou o comando de Adam em tempo singular, e duas vezes confirma esta

4. Porque a explicação mais simples que não adicionar as palavras de Deus na Bíblia é que Adão disse a Eva sobre este comando

5. Porque a compreensão de Eva não era claramente correto, mas isso é o que ela acreditava

6. Porque "não tocar" é um complemento para o que Deus disse que Adão disse a Eva sobre

7. Porque dizer que Deus disse "eles" quando disse "você" no singular, é uma adição óbvia para o que Deus disse que Adão disse a Eva sobre

Minha conclusão é que Adão não dizer com precisão Eva as Palavras de Deus. Houve uma falha de comunicação no que ele disse a ela, e, além disso, parece intencional. Mas Adam provavelmente não entendeu que ele estava fazendo nada de errado, como eles eram tanto as crianças como.

A explicação mais simples e lógica é que Adão disse a Eva que, apesar do que Deus havia dito a ela diretamente, o que era que ela poderia comer de todas as árvores, que não havia mais o que Deus havia dito somente a ele, antes que ela foi feita. would die – which was taking away from and adding to God's words and was a lie. Disse-lhe que Deus havia dito que não podiam comer desse uma árvore, ou eles morreriam - o que foi tirando e somando-se as palavras de Deus e era uma mentira. Agora, eu não sei quem acrescentou o "não tocar" parte, a conversa não é gravado, mas provavelmente há mais peso da prova de que Adam adicionou esta adição, de que Eva fez, porque ele claramente as palavras de mudança de Deus, de modo acrescentando que "não tocá-lo" poderia facilmente ser visto para ir junto com a mudança de um singular "você" a um plural "vocês".

A prova de que isso era intencional, pode ser visto em hebraico, como você (si) e você (pl) são escritas de forma diferente, e parecem ser pronunciadas de forma diferente, o que eu gostaria de ver.

which seems to be pronounced “tahell”. O singular que você vai (ou não) comer é תֹאכַל que parece ser pronunciado "tahell".

which seems to be pronounced “tahelloo” or “tahelv”. E o plural que você vai (ou não) comer é תֹאכְלוּ que parece ser pronunciado "tahelloo" ou "tahelv".

Então, continuando com a história,

Então a serpente disse à mulher:

"Você (pl) Certamente não morrereis. Porque Deus sabe que no dia em que (pl) comê-lo seu (pl) olhos se abrirão, e vocês (PL) sereis como Deus, conhecendo o bem eo mal. "(Em hebraico todos os" você "é plural ) Gen 3:1-5

Então, quando a mulher viu que a árvore era boa para se comer, que era agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento, tomou do seu fruto, e comeu. Ela também deu a seu marido com ela, e ele comeu. Então os olhos de ambos se abriram, e eles sabiam que estavam nus, e eles coseram folhas de figueira e fizeram para si coberturas Gen 3:6-7.

Nota: os olhos da mulher não são gravadas foram abertas até depois que o homem comeu o fruto ", então os olhos de ambos foram abertos" e nenhum atraso de tempo é mencionado entre ela e seus olhos de abertura.

E ouviram a voz do SENHOR Deus, que passeava no jardim pela viração do dia, e Adão e sua mulher esconderam-se da presença do Senhor Deus, entre as árvores do jardim. Em seguida, chamou o SENHOR Deus a Adão e disse-lhe: "Onde está você (si)?" (Em hebraico este "você" é singular)

Então ele disse: "Ouvi a tua voz no jardim e tive medo, porque estava nu, e escondi-me."

E Ele disse: "Quem disse que você (si) que você (si) estavas nu? Você (si) ter comido da árvore de que te ordenei (si) que você (si) não deve comer? "(Em hebraico all" você "é singular) Gen 3:8-11

Deus confirma que Ele disse a Adão singularmente que "não se deve comer."

Então o homem disse: "A mulher que deu para estar comigo, ela me deu da árvore, e eu comi." E o Senhor Deus disse à mulher: "Que é isto que fizeste?"

A mulher disse: "A serpente me enganou, e eu comi."

Então o Senhor Deus disse à serpente: "Porque você (pl) ter feito isso, (o" você "aqui é plural) Gen 3:12-14

O "você" aqui é plural. Como tal, este "você" parece ser dirigido para a serpente ea mulher. What did they do together? They tempted the man to eat from the tree.

You are cursed more than all cattle, And more than every beast of the field; On your belly you shall go, And you shall eat dust All the days of your life. (the other “you” are singular) And I will put enmity Between you and the woman, And between your seed and her Seed; He shall bruise your head, And you shall bruise His heel.”

To the woman He said:

“Multiply, I will multiply your pains, and your conception in pain you shall bring forth children; Your desire will be for your husband, And he will rule over you.” Gen 3:14-16

(Note: “he will rule over you” is a negative consequence of the fall, which was going to happen because of the fall into sin, spoken to Eve, and not a permission or instruction given to Adam.)

Then to Adam He said, “Because you (si) have heeded the voice of your wife, “she ate from the tree” of which I commanded you (si) , saying, 'You (si) shall not eat of it':

Cursed is the ground for your sake; In toil you shall eat of it All the days of your life. Both thorns and thistles it shall bring forth for you, And you shall eat the herb of the field. In the sweat of your face you shall eat bread Till you return to the ground, For out of it you were taken; For dust you are, And to dust you shall return.” (in Hebrew all the “you” are masculine singular) Gen 3:17-19

And Adam called his wife's name Eve, because she was the mother of all living. Also for Adam and his wife the LORD God made tunics of skin, and clothed them. Then the LORD God said, “Behold, the man has become like one of Us, to know good and evil. And now, lest he (si) put out his hand and take also of the tree of life, and eat, and live forever”— therefore the LORD God sent him (si) out of the garden of Eden to till the ground from which he was taken. So He drove out the man ; and He placed cherubim at the east of the garden of Eden, and a flaming sword which turned every way, to guard the way to the tree of life. Gen 3:20-24

Note that the woman is not specifically told that she will die because of eating from the tree, but the man is told he will die because he ate from the tree. If the woman would die because of eating from the tree, what would make sense is that God would have told her she would die for eating from the tree in her punishments. But God does not say that.

Instead the only reason given for her punishment is found in the statement directed to the serpent in the plural “you”. As this you is plural, it seems that God was addressing both the serpent and the woman. It would better read “because you two have done this“. What had the serpent and woman done together? They had tempted the man to eat from the tree. So the most straightforward reading of the text is that what God says to the woman as punishments or consequences are because of her participation with the serpent in tempting the man to eat from the tree that was forbidden to the man, as is specified twice.

Then God forces the man, singular, to leave the garden, for the stated reason to prevent the man, just Adam, from eating of the tree of life. God specifies the man will return to the dust from which he was taken. It is not specified that the woman will die, only that the man will die. Without making any assumption, based just on what God says, it seems implied that if the man dies, then the woman will die also; it's implied as a cause and effect.

All this raises the question, as to whether the woman would have died if only she had eaten the fruit of the tree. Most people seem to think the woman was set to die once she ate from the tree. But is this actually what the Bible teaches?

1. God commanded the man alone to not eat, and God confirms this twice after they ate.

2. Adam is told he (singular) will die because he ate.

3. Eve is never told she will die because she ate, and she was not commanded to not eat. Despite 2 opportunities to confirm she had been commanded not to eat also, God only says that He had singularly commanded the man to not eat, and God twice confirms this is the case.

4. Apparently God telling the man he (singular) will die implies the woman will die.

5. The woman's eyes are not recorded as having been opened until after the man ate the fruit, and “Then both of their eyes were opened”

So I think what the Bible actually teaches and is true is that:

The reason the woman died and her eyes did open was because Adam sinned in eating of the tree, and because his eyes were opened from eating. This affected a spiritual change in him, which in turn affected her, because her spirit was multiplied from his . This also would explain why the woman's eyes were not recorded to have opened until after Adam ate of the tree. And this is why all of Adam's children would sin, die, and would have their eyes opened – because their spirits would also be multiplied solely from Adam's.

If the woman alone had eaten of the tree, she would have been unchanged, and not died. And she could not have her eyes opened, a spiritual matter, unless Adam ate, because if she ate she would not know good from evil, from sinning in disobeying God, because it was not a sin for her to eat from the tree. But If Adam ate and his eyes were opened, then it would affect her also, because her spirit was multiplied from Adam's spirit.

If Adam had eaten of the tree and sinned, but she had not eaten of the tree, her eyes would still have been opened, and she still would have died. The same as would her children, because he was their father, and he would be the original of their spirits (giving life), and was the original of her spirit also, as all spirits were multiplied from his.

This is why Adam was commanded to not eat of the tree, but the woman was given no such command, but told by God that it was fine for her to eat. Adam had the original spirit giving life, who all spirits were multiplied from. What he chose to do had power to effect the woman and all the children, real power, and so he carried the responsibility of not eating from the tree.

Both men and woman might balk at the implications of that, but please keep in mind God had a plan from the beginning, within free will, still foreknowing all these things would take place. That plan was Jesus Christ, from the beginning. And what we see here is a picture, symbolic, of Jesus Christ and the church. Jesus Christ, as the second Adam, has never sinned, and His righteousness is imparted to us and covers us, by grace, in His Holy Spirit in us, whether we sin or not, if we are born-again. And we are His Body, His Bride, the Church. Like Adam eating from the tree, Eve and all their children would receive sin into their multiplied spirits. But like Jesus Christ and His Bride, we all receive Grace, and righteousness through faith, from Jesus Christ's sinless perfection, multiplied in God's Holy Spirit. Jesus Christ upholds us, in His perfection, and our imperfections are forgiven. This is the same picture as is seen in Eden, and Paul seemed to understand this mystery and how it worked, writing:

For as in Adam all die, in Christ all shall be made alive – 1 Cor 15:22

Therefore as by the offence of one [judgment came] upon all men to condemnation; even so by the righteousness of one [the free gift came] upon all men unto justification of life. For as by one man's disobedience many were made sinners, so by the obedience of one shall many be made righteous. Rom 5:18-19

Now, focusing in on the deception, the woman states that the serpent deceived her, not that he “lied” to her. This is also translated as “thoroughly deceived, tricked, or beguiled”. So what was the “deception”? A sort of double entendre, or a double meaning to Satan's words.

Now the serpent was more cunning than any beast of the field which the LORD God had made. And he said to the woman,

“Has God indeed said, 'You (pl) shall not eat of every tree of the garden'?”

And the woman said to the serpent, “We may eat the fruit of the trees of the garden; but of the fruit of the tree which is in the midst of the garden,
God has said, 'You (pl) shall not eat it, nor shall you (pl) touch it, lest you (pl) die.'” (in the Hebrew all the “you” are plural)

And the LORD God said to the woman, “What is this you have done?”

The woman said, “The serpent deceived me, and I ate.” Gen 3:12-13

When the serpent said 'you (pl) will not die' Eve made the assumption that Adam had lied about everything he had said, made it all up, and that they both would not die, if either of them ate, as what the serpent told her implied such. This fit what she had heard God tell her directly, that they could both eat from all the fruit trees, so she defaulted back to that.

However, the serpent was deceptive. The serpent said “you (pl) will not die” , but this response was only true if she alone ate. It had a double meaning.

Changing you(plural) to “you both”, let's see how this reads:

Serpent: “Has God indeed said, 'You both shall not eat of every tree of the garden'?”

Eve: “God has said, 'You both shall not eat it, nor shall you both touch it, lest you both die.'”

Serpent: You both will not surely die.

God knows that in the day you both eat of it, both of your eyes will be opened, and you both will be like God, knowing good and evil.”

What is the “deception” here? In his answer to the woman, the serpent is negating her claim that if they both eat or touch, they will both die. Ie. “You BOTH will not die” What the serpent said could be taken 2 ways, one of which was true and the other which was false. The truth was that they both would not die if she ate or touched the fruit. But they both would die if Adam ate the fruit.

What Eve understood by “you both will not die” was “if either of you eat, that individual will not die.” In fact, what the serpent said was that it was not true that they would both die if EITHER one of them ate, or touched it, implying if the one was her. The second meaning possible, which the serpent left out specifying, leaving it vague, was that they both would die if Adam ate, and neither one would die if she ate. And the serpent followed this with a simple statement, which was true in itself, that if they both ate of it that both their eyes would be open, like gods, knowing good and evil. In this combination of a double meaninged statement, the first sentence, plus a true statement, the second sentence, the serpent misled her, pointing her in the wrong direction. And that is how the serpent deceived her.

Eve must have later understood that the serpent tricked her, as there was a double meaning to his words, his first sentence, and she had understood the wrong meaning. She thought he meant that neither would die if either one of them ate. We know this because she states that he “deceived” her. Not that he “lied” to her. The deception, in context, is that what the serpent said was partially true, and had a double meaning.

And so this is how what the serpent said was a deception, not a just a blatant lie. What happened here was NOT that the serpent spoke a lie and the woman believed him. She was, in fact, thoroughly deceived, by the double-meaning of the words the serpent chose.

And what set her up for this was that Adam had not told her God's words correctly. If she had known Adam alone could not eat, this would have been in harmony with God directly telling her that they both could eat freely of the fruit trees. But because Adam lied to her, and it contradicted what she heard God say, she defaulted to thinking he had been lying entirely, made it all up, when the serpent deceived her. If Adam had told her correctly what God's Words were that were said to him, then the serpent, Satan, would not have been able to deceive Eve, because there would have been no weak spot to attack. But as soon as she touched the fruit, which was allowed for her by God, and saw she did not die, she believed Adam had lied, and when she ate it and did not die, she knew Adam had lied, and thought it was safe, and then she thought Adam had made it all up, and the serpent was telling the truth, because it matched what God told her. She thought Adam was foolish, unwise, to have lied to her, and so thought he needed wisdom – so she gave him the fruit, believing it was safe for him to eat.

If you understand how complicated all of this actually was, it becomes clear that the woman was thoroughly deceived by a very intelligent deceiver, Satan. She really was thoroughly deceived, not just lied to, as 1 Tim 2:14 and 2 Cor 11:3 also confirm,

“And Adam was not deceived, but the woman being deceived became in the transgression(singular)” . 1 Tim 2:14

“But I am afraid that, as the serpent deceived Eve by his craftiness , your minds will be led astray from the simplicity and purity of devotion to Christ.” 2 Cor 11:3

Another question is did Adam understand what the serpent actually meant? Yes, as “Adam was not deceived” (1Tim2:14), it seems likely that he did understand. Adam understood that the serpent meant she would not die if she ate, but rather that just Adam would die if he ate. And so what would seem to be the likely reason Adam said and did nothing as the serpent deceived the woman? Because if he spoke up to contradict the serpent, he was going to have to admit that he lied to the woman. He could not contradict the serpent's statement without getting caught in his own lie to the woman. This seems the most likely reason he said and did nothing. If it had been a misunderstanding, and she had misunderstood what Adam told her, then Adam could have spoken up to easily correct it. That Adam did not speak up is an important piece of evidence that Adam's lie to the woman was intentional, and done knowingly, which he was fully aware of, and not a misunderstanding. Again “Adam was not deceived” . And rather than admit to lying, Adam decided to knowingly eat from a tree God had said would kill him, and as Adam was not deceived, he did this believing it would kill him, and he would die. He would rather have killed himself, than to admit to lying to the woman about what he told her. IF it was a simple misunderstanding, then why, not being deceived, knowingly kill himself? We can still see this trait in people today, that sometimes people would rather die or hurt themselves, than to admit that they lied, or made a mistake. I believe we call that pride. However, it seems very likely that Adam did not know that Eve also would die if he ate, but rather only thought that he would die if he ate. See man, like the woman, was never meant to carry the load of never eating from the tree – men may look a little more like Jesus Christ than women do, though both genders do look human like Jesus does (made in the image of God), but no other man is Jesus Christ, is God, and able to carry the burden, like only God can and does, of being sinless and perfect, forevermore, never eating from that tree, even if we do at times.

Understanding what happened in Eden is important in understanding later passages of Scripture, especially 1 Tim 2:11-14. With a fresh look at the Greek, using the oldest known manuscript of the text, the Codex Sinaiticus, it reads:

A woman in quietness, you must have her learn in all subjection, to teach.

But the woman I allow not never to be-one-who-with-her-own-hand-kills the man, but to be in quietness. For Adam was first formed, then Eve. And Adam was not deceived, but the woman being deceived became in the transgression.

This says that a woman must learn first, before she teaches, in order to teach. In context, Paul is referencing to the sort of woman who is quiet and does her own work, sitting under a teacher, and learning the scriptures, before she teaches, ie learning God's Word before teaching it. This was especially pertinent at the time because women needed to catch up to the men, many not having been taught the scriptures. Paul also makes the statement that he never ever allows a woman to become someone who “with her own hand kills another or herself” – but instead, to be in a quiet state of learning. Ie learning God's true Word, before teaching another. This “not never allow” is a double negative negation in the Greek, and stresses emphasis here that Paul never allows this to happen. Paul illustrates the principle of learning God's true Word, before teaching another, through referencing the story of Adam and Eve, which Paul understood. Namely that because of not being taught God's true Words by Adam, that Eve was able to be deceived by the serpent, and that led to Adam sinning, and Eve becoming “in the transgression” ie taking part in the 1 transgression, sin, of Adam eating the fruit.
Paul doesn't blame Eve here, but rather emphasizes that he, Paul, never allows a woman to be put in that situation, because Paul teaches her God's true Words – God's Words – and cites what happened in Eden, and firmly sets himself as an example for Timothy, that Timothy must (imperative) have her learn, before she teaches. That's what this passage actually says and means. This passage says nothing about women not being allowed to teach men, nothing about usurping men's authority by teaching, etc. etc. It just says that women need to learn the scriptures before teaching, and places responsibility for this on the church leadership, which is easily applicable to both men and women, that either one must learn the scriptures before teaching them, but just women are emphasized here because they were behind in scriptural education, at the time.

And this references well back to Paul's student Priscilla, who he led to Christ, and taught her and her husband, and they both later taught Apollos. Paul himself taught a woman, and Acts recognizes this same woman taught Apollos, and there is no problem mentioned with any of this. In this story, it is in fact very clear that the Bible says it is fine for a woman to teach a man, and in this case her actions were part of how he was led to salvation in Jesus Christ. (Acts 18:2-4, 24-26)

We are living in dark times of ignorance in the church, still, today. And it seems that the serpent still hates the woman, and is still persecuting her seed to this day, in doing everything he can to affect ignorance in the church, against women, among many other crimes against women in the world today. For a more thorough explanation, bible studies and analysis, on this and other topics related to gender in the Bible, see my book “Understanding Biblical Gender Equality” which is free to read online at WalkInTruth.net .

A Modern Guide to Demons and Fallen Angels © 2007-2013
Paradox Brown

Enviar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

9,060 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Tags HTML não são permitidas.